telefonia

O telefone residencial e o telefone corporativo

A dificuldade que era adquirir um telefone fixo antes da privatização do sistema Telebrás já foi tema desse blog.

Só depois de 1998 é que residências e empresas tiveram mais acesso para a contratação de linhas telefônicas, a partir daí se iniciou a grande transformação do setor de telecomunicações, que ainda vivemos até hoje.

Muita coisa aconteceu no intervalo de pouco mais de 20 anos pós privatização. A forma como a Internet era acessada mudou bastante, do acesso discado para a banda larga baseada nos sistemas de ADSL, e agora vivemos a era da fibra óptica e a sua expansão exponencial com os pequenos provedores de Internet em todo o território nacional. Em tempo, esses já somam mais acessos instalados do que todas as concessionárias de telefonia fixa.

No mesmo período, acompanhamos a evolução da telefonia celular, que em 1998, pouco antes da privatização, somava apenas 5,5 milhões de celulares ativos no Brasil, e que agora em 2021, somam mais de 238,5 milhões. Foi a telefonia móvel a grande responsável pela queda no uso e na aquisição de linhas telefônicas fixas, principalmente as residenciais.

Em maio de 2019, o Brasil tinha cerca de 35,8 milhões de linhas fixas instaladas, contra 31,7 milhões em maio de 2020. Uma queda de 11% em apenas 12 meses. Acredita-se que essa diminuição seja puxada pelo cancelamento de telefones residenciais.

Os motivos prováveis são:

  • planos ilimitados na telefonia celular;
  • mobilidade;
  • mudança de hábitos;
  • custo;
  • ligações indesejadas de telemarkting ativo;
  • chegada da fibra óptica e fim do ADSL;
  • possibilidade de ligações por Whatsapp;
  • possibilidade de ligações por VoIP (Voz sobre IP);
  • chamadas por vídeo (Microsoft Teams, Zoom, GoogleMeet e etc).

Apesar de acompanharmos ano a ano a queda da quantidade de linhas fixas instaladas no Brasil, supreendentemente, em Fev/21, o setor reaqueceu.

Observem os números abaixo:

(www.teleco.com.br)

Para quem acompanha o setor um pouco mais de perto, são dois os fatores que impulsionaram o crescimento desses números:

  1. Os pequenos provedores de fibra óptica levando a Internet banda larga em localidades que as concessionárias não atingem, e também fornecendo número de telefonia fixa nos seus pacotes de serviço.
  2. A adoção dos sistemas de Pabx na nuvem pelas pequenas empresas para manterem o atendimento dos negócios mesmo com o trabalho remoto.

A pandemia acabou impulsionando os dois setores. Da noite para o dia as pessoas foram compelidas a trabalhar de maneira remota, as faculdades adotaram definitivamente o EAD (ensino a distância), as escolas aderiram as aulas não presenciais e o entretenimento digital virou um dos poucos passatempos  durante o período.

Já as empresas tiveram que ajustar os seus sistemas e migrar a sua tecnologia de Pabx convencional para os sistemas em nuvem. Tudo para garantir que os seus colaboradores, mesmo nas suas residências, mantivessem a sua rotina de trabalho e seus telefones corporativos continuassem a ser atendidos em qualquer lugar.

Por mais que existam mecanismos como o Whatsapp para mensagens e ligações, sistemas para chamadas de vídeo (Microsoft Teams, Zoom e GoogleMeet), e até mesmo o telefone celular, toda empresa necessita de um número da telefonia fixa para manter a sua presença na rede mundial de telefone. Além disso, necessita gerenciar as chamadas, distribuir as ligações para os departamentos (DAC), configurar o perfil de atendimento por horário e dias da semana, e em muitos casos, gravar as ligações para auditoria e treinamento para melhorar a qualidade do atendimento aos clientes.

Aqui na IUNGO, notamos que ano passado (2020), mesmo com o susto inicial da pandemia, nem todas as empresas sentiram a real necessidade de migrar suas plataformas de telefonia. Mas ao que tudo indica, 2021 já é o ano de grande adoção da tecnologia de Pabx na nuvem. Basta observar os números da www.teleco.com.br  que mostram o crescimento de quase 1 milhão de linhas fixas instaladas agora em Fev/21, depois de longos anos de queda.

Quer saber como não deixar a sua empresa de fora, melhorar o atendimento telefônico e não deixar o seu negócio parar? Entre em contato conosco e conheça a tecnologia de Pabx na nuvem que já implantamos em mais de 2.000 empresas no Brasil.

0800 878 8136

Somos IUNGO.

assine nossa news

Receba atualizações, artigos e dicas focados no sucesso no seu negócio.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

fale conosco e seja um iungo

Olá, deixe seus dados abaixo para receber um atendimento
personalizado dos nossos iungos.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

livre e conectado. Seja iungo.

fale com um consultor: 0800 878 8136 ou 11 5200 0000